Sistema voisin

BEM-VINDO À PECUÁRIA A PASTO DO SÉCULO 21

Conheça a história e o avanço da técnica no Brasil

Sistema Voisin (lê-se voazan) é um método intensivo de manejo do pasto e do rebanho. Existe desde 1957 e no Brasil começou a ser implantado em 1964. É definido como agroecológico, por buscar o equilíbrio entre solo – pastagem – gado, de modo que cada um tenha efeito positivo sobre os outros dois.

Sua característica mais marcante é o manejo do gado em rotação por piquetes, que terão tempo variável de descanso de acordo com o clima. O sistema se guia pelo respeito às Quatro Leis do Pastoreio Racional. Com o Sistema Voisin, o gado engorda mais e produz mais leite. Além disso, é possível manter maior quantidade de animais na área do que no pastoreio convencional, tornando a pecuária mais lucrativa.

SOBRE ANDRÉ VOISIN

Nascido em Dieppe, cidade marítima da França, em janeiro de 1903, filho de agricultores, graduou-se em bioquímica pela Escola Superior de Física e Química de Paris, em 1924. Depois de lutar na 2ª Guerra Mundial, casou-se com Marthe-Rosine, em 1943. Após a guerra, Voisin se dedicou a pôr em ordem a propriedade da família, chamada Le Talou.

Sua curiosidade e desejo contínuo de aprender levaram André Voisin a ler muito. E assim, Voisin chegou às conclusões sobre rotação dos pastos, recuperação das pastagens e uso inteligente de fertilizantes. O sucesso da aplicação dos conhecimentos, com o uso do pastoreio rotativo, tornou Le Talou um ponto de visitação de pecuaristas de toda a Europa.

 

A partir de 1951 foi convidado a dar conferências em vários países, entre eles Alemanha, Canadá, EUA, Inglaterra e Irlanda. Em 1957 publicou sua primeira obra de interesse agrícola, chamada Produtividade do Pasto, que foi seguida de diversos outros livros que complementaram a ideia de utilização da rotação de pastagens como forma de incrementar a produtividade e a sustentabilidade da pecuária (ver Literatura Recomendada).

Ainda em vida recebeu diversas honrarias internacionais, e foi chamado a vários países, maratona que culminou com sua morte em Cuba, em 1964, durante viagem para ministrar cursos na Universidade de Havana e iniciar os estudos de tropicalização de seu método. Iria começar a estudar os capins estrela-africana e colonião, quando faleceu.

André Voisin até hoje inspira quem trabalha com manejo intensivo de pastagens com viés agroecológico. Sua obra foi aproveitada na criação de diversos conceitos de modernos de produção de ruminantes, como Pecuária Orgânica, Manejo Holístico, PRV, Pastoreio Voisin e outras.

Periodicamente suas obras são reeditadas. Poucos cientistas na história são distinguidos com a reedição de suas obras tanto tempo depois de sua morte e tanto tempo depois da data inicial de lançamento.

O SISTEMA VOISIN NO BRASIL

Em 1964, o engenheiro-agrônomo e pecuarista Nilo Romero iniciou o projeto pioneiro do sistema Voisin, em Bagé, no Rio Grande do Sul.

Utilizando-se de cercas fixas e do campo nativo da região da campanha, alcançou importantes incrementos de produção e ainda serve de modelo para a pecuária de todo o pampa sul-americano. 

Logo em seguida, as experiências de Nilo Romero chamaram a atenção de fazendeiros e técnicos, inclusive de um grupo de estudantes da Faculdade de Agronomia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Em constantes visitas à Fazenda de Nilo Romero, estes pioneiros aprendiam aquela técnica. Entre estas pessoas se destacava o jovem aluno, Humberto Sorio Junior, que viria a ser um dos grandes responsáveis pela expansão do sistema Voisin no Brasil.

Durante muitos anos, devido ao alto custo da divisão das pastagens com cercas convencionais, o sistema Voisin obteve expansão muito lenta. Mesmo assim, vários projetos foram iniciados nos principais estados brasileiros. Em meados da década de 1980, com a chegada ao Brasil dos eletrificadores de alta potência e da criação de um modelo brasileiro de cercas elétricas, que viabilizam a divisão das pastagens em grandes propriedades, estavam superados os entraves que impediam a expansão do sistema Voisin para todo o Brasil.

Simultaneamente a isso, as áreas de fronteira agrícola se esgotavam, trazendo dificuldades de se incrementar a produção através da aquisição de novas áreas. Assim, surgiu naturalmente a necessidade de profissionalizar as propriedades que se dedicam à pecuária. Em seguida, a modernização econômica do Brasil na década de 1990 trouxe novos desafios à pecuária, que levavam à intensificação do uso dos pastos.

Aumentava a necessidade de planejamento e orientação técnica e gerencial como ferramentas indispensáveis ao sucesso econômico das modernas fazendas pecuárias. Assim, o sistema Voisin se expandiu por todo o Brasil, do pampa gaúcho para as pastagens de braquiária do Centro-Oeste e do Norte, para os campos do Pantanal e para o semiárido nordestino.

Atualmente o sistema Voisin está implantado em todos os estados brasileiros, sendo utilizado com bovinos, bubalinos, ovinos e caprinos, em ecossistemas de chovem de 50 a 3.000 mm, utilizando campos nativos e pastagens implantadas.

A TROPICALIZAÇÃO DAS IDEIAS DE ANDRÉ VOISIN

As ideias de André Voisin ganharam o mundo rapidamente e chamaram a atenção de estudantes sul-americanos que, à época, estudavam ciências agrárias na Europa. Foi nesse processo que Nilo Romero conheceu o método e em seguida começou a aplicá-lo no Rio Grande do Sul, assim como Edgardo Vanoni e Gustavo Lundberg, na Província de Buenos Aires, na Argentina. Diretamente da leitura de Ernest Klapp, cientista alemão e amigo de André Voisin, Arno Klockner iniciou sua utilização, no sul do Chile. Com estas três vertentes estavam assentadas as bases para o estabelecimento do Pastoreio Voisin nas regiões temperadas da América do Sul.

Cerca de uma década depois, começou a utilização em regiões tropicais, inicialmente através do professor Luiz Carlos Pinheiro Machado e em seguida do professor Humberto Sorio, ambos discípulos de Nilo Romero. A grande dificuldade, à época, era o custo de implantação das cercas convencionais e do sistema de abastecimento de água, além da gestão das pessoas que iriam manejar o sistema a campo.

Simultaneamente a este movimento, Allan Savory desenvolveu seu conceito de Manejo Holístico no sul da África, na década de 1970. Uma de suas fontes de inspiração foram os livros de André Voisin. Posteriormente, Savory se mudou para os Estados Unidos da América, o que facilitou que o Manejo Holístico tivesse projeção internacional. Entre diversas frases de impacto que Allan Savory costuma pronunciar, destaca-se uma: “toda a ciência de pastos que veio depois das 4 Leis só fazem reforçá-las e complementá-las e ninguém consegue demonstrar que estejam erradas”.

De qualquer maneira, o sistema foi se expandindo e a partir da década de 1980, com o domínio da tecnologia da cerca elétrica e a criação do conceito de Área Social, onde um bebedouro serve a diversos piquetes, tudo ganhou velocidade e se espalhou pelo Brasil tropical e pelo restante da América do Sul e Central.

 

P.S. – Se você tem informações que possam enriquecer esta história, por favor entre em contato conosco.

Livros para Você

Preencha o formulário e receba nosso e-book gratuitamente!

5 + 10 =

Pastoreio Voisin
teorias-práticas-vivências
3ª Edição

Livros que lemos e recomendamos

Clique aqui e veja uma lista de livros que você vai adorar ler, e que vai ajudar a transformar sua forma de fazer pecuária a pasto.

Consultoria pecuária de confiança!

Com mais de 60 anos de experiência da família Sorio, nossa empresa presta consultoria pecuária de confiança. Tenha a sua disposição todo o conhecimento e a autoridade de quem testou e aprovou o sistema Voisin, aprimorando e expandindo o mesmo para todo o Brasil.
Abrir Whatsapp
Precisa de consultoria?
Clique abaixo e marque uma reunião com a gente.